Swap Cambial: o que é e como funciona?

Os investidores e empresas devem ter conhecimento sobre os regimes cambiais existentes, bem como, sobre as operações que podem ser realizadas como o Swap Cambial.

Segundo as definições apresentadas pelo Banco Central do Brasil, o Swap se trata de um conceito da área Financeira que traduzida ao português  significa troca.

Desse modo, o Swap Cambial é um tipo de derivativo financeiro que pode ser adquirido através de um contrato com o objetivo de gerar rentabilidade de vários ativos.

O que é uma operação Swap?

A operação Swap é uma comercialização de um ou mais derivativos financeiros por meio de um contrato de troca desses ativos.

Em outras palavras,  o Swap é a venda da taxa de um ativo financeiro por outro ativo  em uma moeda diferente da que sua dívida é taxada.

 O objetivo da operação Swap é  permitir que as empresas ou outros bancos que possuam ativos financeiros em outra moeda possam trocá-los utilizando uma taxa pré-determinada.

O Swap pode ser definido como uma medida protetiva pensada para o futuro do mercado cambial e segundo o Banco Central é uma injeção de dólares no mercado futuro.

Em síntese, a operação Swap é um contrato de  troca de indexadores, que auxilia na negociação de melhores taxas de juros e rentabilidade.

Quando se usa este tipo de operação cambial?

O Swap é um tipo de operação cambial que é utilizada em ocasiões específicas, sobretudo quando a economia sofre impacto pelas constantes oscilações do câmbio e a taxa de inflação é alta.

A operação Swap é definida e controlada pelo Banco Central como medida de contenção e controle para tentar diminuir os impactos da desvalorização do câmbio e da inflação.

Outra situação em que o Swap pode ser utilizado pelos bancos e instituições financeiras é quando há uma grande expectativa e previsão que o real sofra desvalorização em comparação ao dólar.

Quais são os  tipos de Swap?

Os tipos de Swap disponíveis no mercado são 4: o Swap cambial, o Swap de commodities, Swap de índices e Swap de taxas de juros.

Swap cambial

O Swap Cambial é talvez um dos mais conhecidos pelas pessoas que estão buscando aprender mais sobre o mercado financeiro.

A troca de ativos financeiros é realizada e supervisionada pelo Banco Central, é uma estratégia utilizada para estabilizar  o real.

Swap de commodities

A operação de Swap de Commodities é feita principalmente por empresas que importam e exportam matérias primas como: petróleo, grãos, carne bovina, alumínio, etc.

Swap de índices

O Swap de índices está atrelado à rentabilidade alcançada baseada no Índice de Preços e no Índice de Ações obtidos pelo IGP-M, o CDI, o IPCA e pelo Ibovespa.

Swap de taxas de juros

Por último, encontra-se a swap de taxas de juros que se refere a um acordo entre dois indexadores que consiste na troca de rendimentos de taxas de juros pré-fixada e pós-fixada.

O desempenho de cada ativo financeiro sofre influência dos índices de preço e rentabilidade como o IGP-M, o CDI e o IPCA. 

Como funciona uma operação Swap?

Uma operação Swap ocorre por meio dos contratos entre indexadores que desejam trocar as taxas de reajuste dos seus derivativos financeiros.

Se tornou comum que a operação Swap tenha intermediários entre as empresas e os bancos, como é o caso do trader ou outra instituição financeira.

Na prática, a operação pode acontecer entre uma empresa que tenha receitas em dólares ou dívidas e  realiza os pagamentos de fornecedores ou colaboradores em reais.

Ao mesmo tempo que uma outra empresa importa os seus produtos e a sua receita é produzida completamente em reais, porém precisa comprar dólares para adquirir seus produtos.

O que  pode acontecer é que essas duas empresas façam uma troca dos riscos dos derivativos que cada uma possui,ou seja, façam um swap cambial.

O que é a  liquidez?

A liquidez na operação Swap se trata da troca da variação do dólar pela variação de uma taxa de juros como a Selic.

A proteção dos riscos das sucessivas variações da moeda americana em relação ao real garantida pelo Banco Central.

Enquanto, a empresa deve apenas concentrar-se no crescimento das taxas de juros e no seu pagamento ao comprador. 

Como se calcula o swap cambial?

O cálculo do Swap Cambial considera 5 fatores: 

  1. valor aplicado no Certificado de Depósito Bancário-CDB;
  2. prazo para vencimento da aplicação;
  3. a taxa do Certificado de Depósito Interbancário;
  4. a variação cambial estimada para um determinado período;
  5. o cupom cambial para os 90 dias;

CDB x ( 1+ CDI para 90 dias) = X

Se o swap é obtido a partir da oscilação do preço do dólar é preciso adicionar o cupom cambial referente ao período definido.

[1+  Variação Cambial) x ( 1+ Cupom cambial)]  x Valor obtido do CDB x CDI.

Perguntas frequentes

Qual é a  diferença entre Swap e Hedge?

A principal diferença entre o Swap e o Hedge consiste na sua finalidade, o Swap é uma operação de troca de riscos entre  dois indexadores.

O  hedge é uma estratégia que define o valor fixo dos ativos financeiros, mercadoria e taxa cambial que deve ser mantido quando a venda for concretizada.

Ainda que haja variação na cotação da Bolsa de Valores.

Por que o Banco Central faz Swaps Cambiais?

O Banco Central faz Swaps Cambiais para tentar manter o funcionamento regular do mercado de câmbio e intervir quando necessário nas taxas de câmbio.

Qual é a diferença entre o Swap Tradicional e o Swap Reverso?

No Swap Tradicional as instituições recorrem à troca dos rendimentos por haver a expectativa da valorização do dólar em comparação ao real.

Diferentemente do que acontece no Swap Tradicional, no Swap Reverso, o Banco Central faz o pagamento dos juros acumulados durante um período e os investidores têm que pagar a oscilação do câmbio ao Bacen.

Esta publicación fue creada para entregar información general sobre el tema descrito en la fecha de su publicación, la cual puede tener caducidad en ciertos elementos como precios, promociones, costos u otros elementos de servicio.
La información de esta publicación no constituye una recomendación profesional de tipo legal, impositivo, financiero u otros por parte de Global66.
En virtud de la transparencia, te sugerimos siempre comparar y comprobar por ti mismo cuál es la mejor alternativa para tus servicios de remesas y transferencias internacionales.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Contenido sugerido

Brasil

Qual Conta Digital rende mais: confira a lista!

Os usuários dos serviços financeiros estão cada vez mais informados sobre os produtos e benefícios que devem adquirir como: qual conta digital rende mais? As contas digitais  são uma das soluções financeiras inovadoras que o mercado

Read More »
Brasil

Certificado Digital A3: tudo o que você deve saber

A autenticação de formulários e informações criadas online devem contar com um dos tipos de certificados digitais, por exemplo, o Certificado Digital A3. Um certificado digital funciona como uma garantia da veracidade das informações apresentadas em

Read More »
Brasil

O que é Certificado Digital e para que serve?

A autenticidade de um documento está sendo confirmada pelo meio digital, graças ao desenvolvimento do certificado digital. Você sabe o que é certificado digital? O  certificado digital é uma solução inovadora que utiliza chaves criptografadas para

Read More »

Empieza a hacer tu dinero Global

-

DESCARGA LA APP